sábado, 8 de janeiro de 2011

Você Sabia? – Fringe



Fringe é uma das melhores séries de ficção científica da atualidade. Abordando os fenômenos mais bizarros e estranhos ligados a “ciência de borda”, ela conquistou pouco a pouco sua legião de fãs e admiradores. Nada melhor do que conhecer então algumas curiosidades em torno desta incrível série. Pergunto-lhe: Você sabia…



… que Fringe foi inspirada em outras famosas séries?



J.J. Abrams admitiu que a idéia do roteiro de Fringe veio de várias fontes, incluindo The Twilight Zone e The X-Files.



 


… que muitas alterações foram realizadas no roteiro original da série?



Já imaginaram se Broyles chamasse Olivia de Warren, ao invés de Dunham? Ou se a Massive Dynamics tivesse o nome de Prometheus Corp? Essas e outras alterações foram realizadas por Abrams entre o roteiro original e a versão finalizada que originou o piloto.




 

… que o piloto da série é um dos mais caros da história da TV americana?



O episódio piloto de Fringe custou cerca de 12 milhões de dólares a FOX, valor próximo ao custo total do piloto de Lost.



… que Fringe tem muito em comum com Lost?



Além de possuírem o mesmo criador (JJ. Abrams), o piloto da série em especial contém várias referências indiretas a outra grande produção. A maioria delas é bem discreta, mas não passam despercebidas para os fãs de Lost. Uma dessas referências é nítida: No meio do episódio piloto, Peter Bishop diz para Olivia a seguinte frase: “Você queria o meu pai, agora você tem o meu pai, o que entra na categoria de “cuidado com o que você deseja””. A segunda parte da fala é idêntica a uma fala de Kate Austen (Evangeline Lilly) em Lost, no episódio 1×12.



… que o professor Walter Bishop foi inspirado em um cientista real?




John C. Lilly, um investigador do National Institute of Mental Health, foi um dos pioneiros com pesquisas de privação sensorial, conduzidas em um tanque de isolamento com uso de drogas psico-ativas tais como a cetamina e o LSD (lembrou de alguém?). O filme Altered States, de 1980, foi baseado em sua vida e em suas experiências neste período. Ironicamente, assim como em Fringe, no filme, o protagonista é um professor de Harvard ridicularizado por seus colegas por causa de suas pesquisas “estranhas”.



… que as palavras contidas na abertura da série mudaram de temporada para temporada?



Na primeira temporada as palavras são Psicocinese, Teletransportação, Nanotecnologia, Inteligência Artificial, Precognição, Matéria Escura, Cibernética, Animação Suspensa e Transmogrificação.



As palavras na segunda temporada são Hipnose, Pirocinese, Mente Coletiva, PES, Neurocinese, Clarividência, Criônica, Projeção Astral, Protociência, Mutação, Engenharia Genética e Universos Paralelos (na abertura do nosso universo) / Primeiras Pessoas (abertura do outro universo).




Já nesta terceira temporada temos Buracos de Minhoca, Singularidade, Especiação, Sinestesia, Transhumanismo, Pandemia, Rede Neural, Reanimação, Telepatia, Mutação, Transcendência, Retrocognição e Biotecnologia.

… que a música de abertura da série foi criada pelo próprio J.J. Abrams?

Além da música de abertura de Fringe, J.J. Abrams também criou a trilha de abertura de seus outros seriados: Felicity, Alias e Lost. Segundo ele, a idéia teria surgido em sua cabeça durando à noite, enquanto tentava dormir. Para não esquecer, Abrams registrou todos os sons que imaginou em um gravador.

… que existe uma frase escondida na abertura da série?



 


apareceu oculta em todos os episódios, com exceção do episódio “Peter” (2×15). Neste episódio as palavras da abertura também foram diferentes do restante da temporada. Já que a história se passou no ano de 1985, http://www.youtube.com/watch?v=-sXVCMeSeQc
as novas palavras se adaptaram a este período. São elas: Computador Pessoal, Clonagem, Fusão a frio, Impressão Genética, Invisibilidade, Engenharia Genética, Cirurgia a laser, Tecnologia Stealth, Fertilização in vitro e Realidade Virtual.

… que aparecem em todos os episódios easter eggs?



 


Easter Eggs é um termo que se refere a “ovos da páscoa”, mas em Fringe representam a aparição dos glyphs codes em algum momento do episódio. Um exemplo nítido pôde ser visto no episódio 2×04, nesta cena. http://1.bp.blogspot.com/_OSvx39tFJnw/StCyvvgMk6I/AAAAAAAABRs/RwhUhjb64XA/s1600-h/204_s%C3%ADmbolos.jpg
 Se repararem bem no muro, é possível ver vários easter eggs espalhados pela parede.

… que a Massive Dynamic possue um site?



 


A famosa mega corporação do (nosso) universo na trama de Fringe tem um site que contém informações muito interessantes sobre a empresa. Na primeira temporada da série, muitos dos fenômenos investigados pela divisão Fringe possuem alguma ligação com a companhia. Em vários episódios da série, a sigla da empresa aparece de relance ou em destaque. Estranhamente a sigla surge até mesmo no relógio http://3.bp.blogspot.com/_R15-DjCDNxg/SUFepufVJvI/AAAAAAAAAJ8/u_ICRKekXXQ/s1600-h/01_35_1.jpg
de um dos Observadores (1×04). Para acessar o site, clique aqui.

… que cada um dos glyphs codes representam uma letra do nosso alfabeto?

Graças a um fã de Fringe, Julian Sanchez, os códigos de Fringe foram quebrados e mostraram se tratar de uma criptografia. O modo usado para solucioná-lo é semelhante ao usado por Astrid no episódio 1×07. Os símbolos que conhecemos não são o bastante para completar o alfabeto, e é ai que surgi a função dos pontos amarelos que mudam de posição. A junção dos glyph code trás embutido uma palavra que possui ligação com a trama do episódio exibido. Confira o alfabeto completo de Fringe aqui.   http://3.bp.blogspot.com/_R15-DjCDNxg/SsagtjEA1AI/AAAAAAAAAR0/gtQoICPmORA/s1600-h/Alfa.jpg

… que O Observador está em todos os episódios de Fringe?

Os famosos Observadores estão marcando presença nos episódios da série desde o piloto, http://1.bp.blogspot.com/_R15-DjCDNxg/SRJ7jwpV4SI/AAAAAAAAAFI/d-ZjmzVWQlI/s1600-h/observador.jpg
 mas só ganhou nossa atenção a partir do quarto episódio da primeira temporada. Eles costumam ficar ora em destaque (como no episódio 3×09), http://4.bp.blogspot.com/_OSvx39tFJnw/TQaKOd7Oj1I/AAAAAAAAB98/MAL0z9kR3LQ/s1600/309_observer.JPG ora ocultos (como nos episódios 3×04, http://2.bp.blogspot.com/_OSvx39tFJnw/TLyVn4z0MnI/AAAAAAAAB38/xwcgiXKW4TA/s1600/304_observer.JPG
e 3×08  http://1.bp.blogspot.com/_OSvx39tFJnw/TP01u8fGU0I/AAAAAAAAB8M/K7hUysC7qtE/s1600/308_observer.jpg). Escondidos entre alguma cena, geralmente por poucos segundos, eles costumam presenciar eventos importantes ou significativos nas duas dimensões. Também é conhecido que eles estão entre nós há muito tempo (como visto no episódio 2×08, “August”).

… que Fringe utiliza bastante um fantástico conceito matemático?



 


A Sequência de Fibonacci apareceu em vários momentos na série desde sua primeira temporada, inclusive em alguns dos seus posters (como o do rabo do Cavalo Marinho, o da Rã com a letra grega Fi e a Folha com o triângulo no centro). Para quem não sabe a sequência é composta por vários números, cada um resultando da soma dos dois anteriores (começa-se com 1, 1 e a soma destes dará 2, seguidamente virá a soma 2+1 que dará 3, etc). Os primeiros números da sequência de Fibonacci são 0, 1, 1, 2, 3, 5, 8, 13, 21, 34, 55, 89, 144, 233. Esta sequência foi descrita primeiramente por Leonardo de Pisa, também conhecido como Fibonacci (1200 D.C), e é encontrada na disposição de elementos nos vegetais, tais como disposição das sementes no girassol ou a disposição da inserção dos ramos ou pétalas em diversas famílias.

… que as fotos da família Bishop são reais?

Claro que John Noble não é pai de Joshua Jackson. Mesmo assim a produção resolveu utilizar-se de fotos verdadeiras dos atores, alterando o rosto ora do pai, nas fotos do Joshua, ora do filho, nas fotos do Noble, por meio de Photoshop.



… que todos os artigos estranhos no laboratório do Walter são verdadeiros?



 


Os produtores usaram na grande maioria a internet para encontrar os artigos estranhos e antigos que aparecem no laboratório de Walter. Segundo um deles, alguns dos artigos veio diretamente de várias caixas antigas do seu acervo pessoal, que continham coisas completamente bizarras que ocorreram durante o seu período escolar, nas décadas de 60, 70 e 80. Ao final de cada episódio, no site da série http://www.fox.com/fringe/
é possível conferir o Walter’s Lab Notes, que são anotações feitas pelo Walter contendo imagens e comentários sobre os eventos presenciados semanalmente pela Divisão Fringe.

… que a vaca Gene na maioria dos episódios era falsa?

Nas cenas do laboratório de Walter, ao invés de usar uma vaca de verdade para cada episódio em que ela aparece no fundo, a produção usou muitas vezes uma escultura feita por um artista plástico.

… que uma sequência de pontos coloridos aparece constantemente na série?



 


Eles surgirão pela primeira vez no piloto da série, quando Olivia está conectada a mente do agente Scott. Na cena, um das primeiras imagens que ele vê é o caiaque do tio dela. http://3.bp.blogspot.com/_R15-DjCDNxg/SRJlKfK15cI/AAAAAAAAAEw/QVaUhg1mReo/s1600-h/caiaque.jpg
 Reparem nos pontos. Eles também pode ser visto tanto no binóculos do Observador http://3.bp.blogspot.com/_OSvx39tFJnw/SSf__lrHjCI/AAAAAAAAAWk/QXrDCFjmgrg/s1600-h/Binoculars1.jpg
onde as mesmas são usadas para colocar as pessoas em transe. Estranhamente a sequência de pontos coloridos também está presente em um jogo chamado Combat Pillows. http://3.bp.blogspot.com/_R15-DjCDNxg/SXui8EwxPGI/AAAAAAAAAMk/8bOwBG6e4ug/s1600-h/Combat+Pillows.jpg




FONTE:

Um comentário:

  1. Não se pode assistir Fringe uma única vez, não quem é desatenta, como eu. Primeiro foi o Observador que me obrigou a ver tudo de novo só para encontrá-lo. Agora estas dicas incríveis. Obrigada, Junior, por ser meus olhos e ouvidos quando ambos falham ao assistir este seriado sensacional.

    ResponderExcluir